Essa madrugada...

>> sábado, 30 de janeiro de 2010

...eu estava na rua, naquela fase meio bêbada do ser humano, e comecei a pensar em diversas coisas filosóficas, como todo bêbado.

Foi divertido, mais divertido ainda porque eu defendi com unhas e dentes - bem literalmente - para um dos meus amigos com tendências meio emo que existiam benefícios em ser uma pessoa feliz.

Murphy se rolava de rir ao meu lado nesse momento. Adoro Murphy.

2 comentários:

Má... 30 de janeiro de 2010 22:24  

HAHAHAHAHA Eu imagino a cena. Afinal, tê vi bêbada argumentando com o Claudinho os motivos para não ir embora com ele HAHAHA

Manu 31 de janeiro de 2010 13:44  

Murphy é um amigo imaginário!!! rs

Postar um comentário