...

>> sábado, 23 de janeiro de 2010

Comecei a ler Airman, do Eoin Colfer, essa madrugada. Esse foi um dos livros que trouxe pra casa depois do assalto que eu e Maíra fizemos à estante da antes da viagem dela. Achei melhor que a série famosinha que o Eoin tem. Do tipo, muito melhor...

Acho muito engraçado pensar naquilo que faz sucesso versus aquilo que é bom. Digo, tem muita coisa que faz sucesso e é boa, e isso sim é de admirar. Agora tem coisa que faz sucesso, que até eu gosto, mas não posso dar nota nem 7 de qualidade.

Conversei sobre isso com minha cunhada quando começamos a desenhar um ideia do livro que estávamos escrevendo. Debatemos - e, acreditem, esse debate levou mais tempo que escrever o livro em si - por semanas sobre plots, reviravoltas, estruturas de personagens... Tudo. Concluímos que muita coisa devia entrar porque era comercial, mesmo que detalhes opostos fossem dar mais qualidade a obra.

Acho que o Eoin debateu isso com alguém também, ou os meus valores de obra interessante é que são bastante diferentes. Airman, até agora, me prendeu muito mais que Artemis Fowl consegue. Deve ser coisa de gente nerd... ;)

1 comentários:

Má... 23 de janeiro de 2010 22:11  

Eu não consegui ler Artemis Fowl, e olha que eu fui numa palestra com o Eoin na bienal HAHAHA

Comprei Airman porque gostei da orelha do livro... Depois me diga se é bom mesmo que eu compro outro aqui hahaha

Postar um comentário