Tive uma discussão hoje

>> quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Eu digo isso muito, porque eu discuto muito. Muitas vezes é por bobeirinha, passa logo. Outras vezes não é discussão calorosa, do tipo que dá mágoa ou do tipo em que as vozes ou letras se elevam. É só discussão de assunto. Aquilo que eles chamam de debate.

Mas eu tive uma discussão calorosa.

Já fui muitas vezes reprimida pelo meu gosto por filmes - e foi exatamente isso que me trouxe a esse assunto hoje, me perguntarem sobre meu gosto por filmes. Eu a-do-ro uma tragédia, um daqueles filmes blockbusters pipocas onde a natureza se rebela contra o homem e fode tudo. Gosto do final feliz, de coração, mas o que me anima mesmo é a tragédia. Por quê? I have no idea. Mas eu gosto, gosto é que nem cu, cada um...

As pessoas não acham que meu gosto é bom, mesmo que ele seja meu e o deles seja deles. Tem muita gente que gosta disso e não diz. Falam por aí que é errado gostar de desastre. É aí que todo mundo confunde a funda com a bunda. Eu não gosto de desastre. Gosto dele na ficção. Gosto da adrenalina que tudo causa na tela. Gosto porque, muitas vezes, nos colocamos naquela ideia. De desastre? No, thanks.

E hoje eu tive uma discussão por causa disso. Ainda não consigo aceitar - e, na verdade, acho que nunca vou conseguir - porque as pessoas gostam de distorcer ideias. Amigo? Na boa?

Quem gosta de desastre é Murphy. He is a bitch. ;)

PS: Como eu tenho certeza que a pessoa que discutiu comigo hoje frequenta meu twitter porque leu minha resposta no formspring, existe uma boa possibilidade de que ela leia meu blog. Assim, ó... Who cares? ^_^

1 comentários:

Manu 22 de janeiro de 2010 00:01  

hahahaa, WHO THE FUCKING CARES! rs
isso tb me irrita profundamente, odeio quando eu digo q não gosto e a pessoa vira e diz "o quê?! não sabe o que está perdendo!!", pois é eu sei sim! sei e continuo não gostando, a pessoa é que está perdendo uma boa oportunidade de ficar calada!
humpf! >.<
vamos respeitar a opinião alheia pra poder ser respeitado!

Postar um comentário